VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA O MERCADO DE TRABALHO ATUAL?

O mercado está cada vez mais exigente, graças a consumidores muito mais complexos e, em grande parte, ao poder que a internet deu ao cliente que pesquisa em busca de diferenciais (preço, qualidade, entrega etc.). Ou seja, o profissional que quer obter sucesso, precisa ter algumas características essenciais para atuar neste novo universo.

Determinação, proatividade, capacidade de enfrentar obstáculos de cabeça erguida e saber como pensar de forma estratégica antes de tomar qualquer atitude intempestiva. Conhecer pessoas e ter um bom networking também é fundamental, já que isso o ajuda a encontrar sempre boas oportunidades.

A pessoa que quer ser bem sucedida profissionalmente deve planejar sua carreira, não só pensar no momento atual e investir em cursos de idiomas e tecnologia. Pessoas que têm um perfil inovador e que são capazes de se adaptar às mudanças são muito bem vistos e procurados.

Para você chegar ao topo, além de talento e competência, invista no constante aperfeiçoamento do seu marketing pessoal. Faça algumas exigências a você mesmo: exija autoconhecimento, bom relacionamento interpessoal, qualificação, conduta ética e coragem, sem medo de errar.

Pense nisso e deixe aqui seu comentário se você está pronto para enfrentar este novo cenário...

 


Deixe seu comentário



Parabéns a todos os palhaços do Brasil e do mundo!!!

HISTÓRIA DO PALHAÇO

Os palhaços são conhecidos há aproximadamente quatro mil anos, mas a verdade, é que desde sempre, e através dos tempos, inúmeras pessoas dedicaram-se à arte de fazer rir.

O Palhaço no Oriente

Nas cortes dos imperadores chineses os palhaços adquiriram importante papel, podendo inclusive fazer com que o imperador muda-se de idéia em suas decisões. Por mais de mil anos, em várias partes do Oriente (como Malásia, Burma e o Sudeste da Ásia) os palhaços apareciam em teatros, mesmo em representações religiosas; eram conhecidos como “Lubyet” (homens frívolos), os palhaços e atuavam como desastrosos assistentes dos personagens príncipes e princesas.

Na Malásia os palhaços se chamavam “P'rang” e usavam horrendas máscaras de bochechas e sobrancelhas enormes, cores carregadas e um grande turbante, criando uma figura pavorosa.

Alguns dos melhores palhaços asiáticos vêm de Bali; os personagens mais populares e que ainda se pode ver são os irmãos Penasar e Kartala. O primeiro palhaço aparece sempre preocupado e angustiado, e nunca deixa de comportar-se bem; o segundo palhaço não faz nada do jeito certo, senão tudo ao contrário.

O Palhaço na Grécia e Roma

A história no palhaço na antiga Grécia existe a mais de 2.000 anos, os palhaços faziam parte das comédias teatrais. Após a apresentação de tragédias sérias, os palhaços davam sua própria versão do fato, onde os heróis apareciam como idiotas perante o palhaço. Seu alvo preferido era Hércules, mostrando que suas façanhas aconteciam mais pelo acaso do que intencionalmente.

Também na antiga Roma existiam diversas classes de palhaços; Um palhaço era Cicirro, que se caracterizava com uma máscara de cabeça de galo e cacarejava movendo os braços como asas, e o outro palhaço era Estúpido, com gorro pontiagudo e roupa de retalhos. Os outros atores aparentavam estar enojados e batiam nos dois palhaços causando ainda mais riso entre o público.

O Palhaço na Idade Média

Já no início da Idade Média, com os teatros fechados, artistas perambulavam por toda parte para atuar onde pudessem, para sobreviver, participando de feiras em várias regiões. Na Alemanha e na Escandinávia os palhaços eram conhecidos como “gleemen”, e na França, “jongleurs” (malabaristas). Os palhaços contavam contos, cantavam baladas, eram músicos, malabaristas, mímicos, acrobatas, equilibristas e toda sorte de artistas. Em épocas mais festivas, grupos de mímicos e palhaços apresentavam danças e comédias nessas feiras. Nesses grupos, depois dos bailarinos, os personagens mais importantes eram os palhaços, que levavam uma bola atada por um barbante, com o qual iam batendo nos espectadores, a fim de abrir espaço para a atuação dos mímicos e dos próprios palhaços. Com freqüência levava uma vassoura para varrer as pessoas do local gritando: "Espaço! Espaço! Preciso de espaço para recitar minhas trovas!". As palhaçadas eram, nessa época, mais importantes do que a própria história que se apresentava.

Foi também na Idade Média que surgiu a figura do bufão, ou “bobo da corte” (palhaço da corte); alguns eram realmente “bobos”, mas a maior parte era formada por palhaços inteligentes que se faziam de estúpidos para alegrar as pessoas com a arte do palhaço.

Na Alemanha, os palhaços eram chamados de “alegres conselheiros”, pois, em suas agudas observações, cada palhaço incluía bons conselhos.

Ainda durante a Idade Média os palhaços atuaram nos teatros pouco a pouco “re-abertos”, principalmente em comédias religiosas, representando o “diabo”, os “vícios”, a estupidez e o mal. Muitas vezes o narrador era um palhaço que mantinha a platéia entretida, atenta, e explicava melhor a história. Cada vez mais o papel do palhaço foi se tornando mais importante, ressaltando os contrastes, até que William Shakespeare mostrou que o palhaço podia não só fazer rir, como fazer chorar, e tornar ainda mais dramáticas as cenas trágicas de uma obra, os palhaços passaram a ser tão importantes, nessas representações, quanto os atores sérios de grandes clássicos do teatro.

O Palhaço na Commedia Dell'Arte

No século XVI, na Itália, surge a “Comédia de Arte”, com companhias e personagens que se tornaram muito populares.

Cada um vinha de uma região diferente da Itália e tinham características marcantes que os tornavam facilmente reconhecíveis. É o caso do Arlequim, com sua roupa de retalhos; o Pantaleão, veneziano, e de vermelho; Briguela, de branco e verde; Polichinelo, de branco e gorro pontiagudo; o Doutor, de negro e o Capitão, com sotaque espanhol e roupas militares. Esses personagens tinham características muito definidas e seus papéis eram quase sempre os mesmos e se tornaram tão famosos que os atores eram mais conhecidos pelos personagens que interpretavam do que por seus próprios nomes.

Da Itália, a Commedia Dell''Arte se estendeu por toda a Europa, adaptando-se a cada país, como na Inglaterra, onde, por exemplo, Pulcinella se tornou Mister Punch, personagem conhecido até os dias atuais, ou o Pierrot, transformado em “clown” (palhaço), sendo que o mais famoso foi Grimaldi, nascido em 1778.

Os palhaços e os primeiros circos

O circo moderno parece ter surgido a partir de 1766, criado por um jovem sargento, chamado Philip Astley. Primeiro, a princípio o circo era formado com atrações eqüestres e logo, enriquecendo as performances com artistas mambembes e atrações mais divertidas para mesclar com as exibições de equitação. O palhaço mais importante foi “Mr. Merryman”, que atuava a cavalo.

Com o tempo mais atrações foram sendo incluídas no circo, surge o palhaço “branco”, ou “clown”, palhaço vestido ricamente com lantejoulas e gorro pontiagudo, cara branca e pouca maquiagem; o palhaço “augusto”, tonto, desajeitado e extravagante; o palhaço “toni” e o palhaço “excêntrico”, arquétipos de palhaços que iam colaborando para que a gargalhada corresse solta no circo.

Vários números de palhaços no circo, eram conhecidos como “entradas de palhaços”, se tornaram clássicos circenses, como “O Espelho Quebrado”, “Hamlet”, “A Água”, “A Estátua”, “O Barbeiro de Sevilha”, etc. E podem ser vistos ainda hoje nos números de palhaços em grandes circos. Outra maneira do palhaço participar dos espetáculos circenses é através das “reprises de palhaço”, pequenas cenas de palhaços que acontecem enquanto se prepara a parafernália de um novo número no circo (como preparar as jaulas, o trapézio, etc.). No início do século XIX outra participação importante dos palhaços no circo se dava na segunda metade do espetáculo, quando estes apresentavam uma “pantomima” cômica, um pequeno espetáculo de cunho teatral, dentro do espetáculo circense, muitas vezes baseado em clássicos da dramaturgia e da literatura mundial.

O palhaço era, até pouco tempo, o principal personagem de um circo, sendo uma honra ao palhaço ocupar esse papel tão importante a todos os circos. Geralmente, os palhaços são habilidosos em alguma arte, muitos são grandes acrobatas, músicos, malabaristas, domadores, bailarinos, piadistas, cantores, equilibristas, atores, mímicos, enfim grandes artistas de circo.

Hoje em dia os palhaços ocupam espaço não só nos circos, estão presentes nas ruas, nos teatros, na televisão, no cinema, eventos, enfim, em vários e infinitos espaços e, se um dia, descobrirmos vida em outros planetas, descobriremos, também, novas formas de fazer rir, pois, dentro do mais íntimo de todos os mundos, existe, reluzindo o riso, o Mundo do Nariz Vermelho, o Mundo do Palhaço.

Fonte: http://www.opalhaco.com.br/…/8-pesquisas-historia-do-palhac…


Deixe seu comentário



“CONFIRA ESTA, E TODAS AS OUTRAS ATIVIDADES QUE FARÃO PARTE DO ENAI 2017”

“CONFIRA ESTA, E TODAS AS OUTRAS ATIVIDADES QUE FARÃO PARTE DO ENAI 2017”

WORKSHOP - O FANTÁSTICO MUNDO DO TEATRO DE SOMBRAS 

CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE DAIANE BAUMGARTNER

http://www.enaibrasil.com.br/home/portal/download_conteudo/NDg=

 


Deixe seu comentário



PARCERIA COM O PROJETO COOPERAÇÃO

PARCERIA COM O PROJETO COOPERAÇÃO

Marcel Maresca o Coordenador Lúdico e Pedagógico do nosso Encontro Nacional de Animadores Infantis, não para de trazer novidades para edição de 2017 do ENAI.

Ele acaba de fechar um novo apoio para o Evento, com o Projeto Cooperação conheçam um pouco mais sobre esta fantástica instituição que agora faz parte do seleto grupo de apoiadores do nosso evento.

Obrigado Projeto Cooperação.

Conheçam um pouco mais sobre o trabalho deste renomado grupo clicando no Link Abaixo:

http://www.projetocooperacao.com.br/


Deixe seu comentário



A cidade de Mariana no estado de Minas Gerais, recebe a 8ª edição do Circovolante - Encontro Internacional de Palhaços e Tia Docinho a organizadora do Encontro Nacional de Animadores Infantis está presente no evento buscando novidades e já firmando novas parcerias para o ENAI 2018

Conheça mais alguns detalhes do evento e de sua programação:

O Circovolante – 8° Encontro Internacional de Palhaços tem patrocínio máster da CAIXA e do Governo Federal, patrocínio da CODEMIG e Governo do Estado de Minas Gerais, apoio cultural do Number One, Marianatur, SESI-Fiemg, Neaspoc, Casa de Cultura Pedro Aleixo e Top Cultura.

 

Serviços:

 

Circovolante – 8° Encontro Internacional de Palhaços

 

Data: de 23 a 25 de setembro.

 

Local: eventos concentrados na Praça Gomes Freire e Praça da Sé – Mariana/ MG.

 

Todos os eventos são gratuitos.

 

Sobre o Circovolante

 

No interior de Minas Gerais, em Passagem de Mariana, a arte circense se renova o tempo todo com o Circovolante, que há 16 anos leva palhaços, cômicos, bufões, músicos e brincantes em espetáculos para todo o Brasil. Fruto de uma parceria de 25 anos entre Xisto Siman e João Pinheiro, o grupo é uma combinação de labor circense com a divulgação dessa arte milenar.

 

Em sua sede, a Casa do Palhaço, o Circovolante recebe regularmente crianças e adolescentes, que aprendem sobre o processo de funcionamento e gestão do grupo e compreendem melhor o ofício da arte circense. Também são ministradas oficinas para público em geral e apresentação de espetáculos. O Circovolante possui também um acervo com livros de história do circo e mais de 300 filmes de comédias mudas do princípio do século passado, disponível em sua sede.

 

Programação:

 

SEXTA-FEIRA - 23.09.2016

 

- Varal de Fotografias, na Praça Gomes Freire, das 9h às 17h.

 

- Circo Irmãos Simões (MG) - "Raízes do Picadeiro", na Praça Gomes Freire, 10h.

 

- Rádio Coreto, na Praça Gomes Freire, das 12h às 14h.

 

- Circo Irmãos Simões (MG) - "Raízes do Picadeiro", na Praça Gomes Freire, 15h.

 

- Carreata de Palhaços, no Centro Histórico de Mariana, às 17h30.

 

- Filme "Minha Avó era Palhaço" de Mariana Gabriel e Ana Minehira (SP), na Praça Gomes Freire, às 19h.

 

- Récita Poética, na Praça da Sé, às 20h.

 

- Tato Villanueva (ITA) - "Molavin", na Praça da Sé, às 20h.

 

- Cabaré em homenagem ao Palhaço Biribinha com Mixuruca e Mixaria (AL), Circovolante (MG), Furreca & Lambreta (MG), Nelson do Bigodinho (SP) e Cia Pé de Cana (SP), na Praça da Sé, às 21h30.

 

- Show com Sílvia Gommes e banda (MG) - "Esse samba todo é nosso", na Praça Gomes Freire, às 22h30.

 

SÁBADO - 24.09.2016

 

- Varal de Fotografias, na Praça Gomes Freire, das 09h às 17h.

 

- Bate-papo e Lançamento do Livro "Construção de Malabares Passo a Passo", de Márcia Parma e Daniel Lopes, no Coreto da Praça Gomes Freire, às 11h30.

 

- Estação Leia Mariana (MG), na Praça Gomes Freire, das 11h30 às 15h30.

 

- Roda de Palhaças - "Roda Saia Palhaça", na Praça Gomes Freire, às 14h.

 

- Caixa de Lambe Lambe - Espetáculo A Lavadeira (MG), na Praça Gomes Freire, das 14 às 15h.

 

- Maquiagem de Palhaço para crianças de todas as idades, na Praça Gomes Freire, das 14h às 16h.

 

- Récita Poética, na Praça Gomes Freire, às 15h30.

 

- Carreata de Palhaças, da Igreja de São Pedro sentido Praça Minas Gerais, às 16h.

 

- Samba no Pé de Moleque com a participação da banda Charanga Mutante (RJ), Estação Cia. de Teatro (MG), Escola Semear de Arte Marcial e Cultura (MG) e Uniclown (MG) - Cortejo em Homenagem ao Palhaço Biribinha, da Praça Minas Gerais sentido à Praça da Sé, às 16h30.

 

- Cabaré Equilibrismos com Tato Villanueva (ITA), Atawallpa Coelho - Cia Rebote (PER) e Moisés - O Rei do Pedal (MG), na Praça da Sé, às 17h30.

 

- Filme "Minha Avó era Palhaço" de Mariana Gabriel e Ana Minehira (SP), na Praça Gomes Freire, às 18h30.

 

- Palhaço Biribinha (AL) - "Magia", na Praça da Sé, às 19h30.

 

- Ey Pacha (ARG) - "Ey Pacha! Excêntrico Musical", na Praça Gomes Freire, às 20h30.

 

- Cabaré dos Homenageados - reunindo homenageados de edições anteriores, com Guga Morales (RJ), Mixuruca e Mixaria (AL) e convidados, na Praça Gomes Freire, às 21h30.

 

- Show com grupo musical Uns & Outros, em frente da Casa de Cultura, às 22h30

 

- DJ Pátrida, na Praça Gomes Freire, às 22h30.

 

DOMINGO – 25.09.16

 

- Varal de Fotografias, na Praça Gomes Freire, das 9h às 17h.

 

- Projeto Música com Classe - Apresentação de Corporação Musical do Município de Mariana (MG), na Praça Gomes Freire, às 11h.

 

- Rádio Coreto, na Praça Gomes Freire, das 12h às 14h.

 

- Oficinão de Bambolê, com Liz Monteiro (MG), na Praça Gomes Freire, das 13h às 14h30.

 

- Estação Leia Mariana (MG), na Praça Gomes Freire, das 13h às 17h.

 

- Cia da Sorte, na Praça Gomes Freire, às 14h30.

 

- Cabaré Mix com Palhaço Viralata (MG), El Individuo (ARG), Flash Boys Crew (MG), Mágico Silas (MG), Palhaço Vinagre (MG) e Liz Monteiro (MG), na praça Gomes Freire, às 15h30.

 

- Cia Circunstância (MG) - "Palhaços à vista", em frente à Casa de Cultura, às 16h.

 

- Cia Pé de Cana (SP) - "Circo de Doisdo", na Praça Gomes Freire, às 16h30.

 

- Mr. Mostacho (CHI) - "Equilibrium Street Show", na Praça da Sé, às 17h30.

 

- Turma do Biribinha (AL) - "O Reencontro de Palhaços na Rua é a Alegria do Sol com a Lua", na Praça da Sé, às 19h30.

 

- Show com a Banda Pequena Morte - Lançamento do CD Jabuticaba - Patrocínio do Natura Musical e Incentivo do Governo de Minas (MG), na Praça Gomes Freire, às 20h30.

 

 




SEJA UM VENDEDOR COMISSIONADO DO ENAI 2017

SEJA UM VENDEDOR COMISSIONADO DO ENAI 2017

Indique Pessoas, Ganhe Dinheiro e Ajude a Divulgar o Maior e Mais Tradicional Evento do País.

http://recriart.com.br/index.php?cont=conteudos&tit=vendedorenai

 

Seja um vendedor comissionado do ENAI (Encontro Nacional de Animadores infantis) 2017,.

O maior e mais tradicional Encontro de Animadores, Recreadores e Profissionais do Lazer, Entretenimento, Ludicidade e Festas Infantis do País.

Divulgue e venda nosso encontro em  sua cidade ou região.

Ganhe dinheiro e obtenha excelentes lucros de comissionamento com o nosso evento.

Caso haja interesse preencha o cadastro logo ao lado e lhe enviaremos todos os detalhes para que você possa se tornar nosso parceiro comercial e representante de vendas regional do ENAI 2017.

Venha você também comemorar uma década de ENAI com a gente!

ENAI 2017 dez anos de muita alegria e conhecimento para você!

Visite nosso site.

www.enaibrasil.com.br




Psicólogos de Harvard revelam : pais que criam “boas” crianças fazem estas 5 coisas

Luiza Fletcher

Nesta era de tecnologia, descobrimos que a educação dos filhos é um pouco diferente dos tempos antes do iPod, iPhone, computadores, Internet, e todos as outras modernidades incríveis que nos consomem. As crianças brincavam nas ruas. Jogavam bola nos campos. Brincavam do lado de fora até que as luzes de rua se acendiam e elas sabiam que tinham que ir para dentro de casa. Nós estamos criando crianças muito diferentes agora do que há vinte ou trinta anos atrás. Mas, talvez seja hora de voltar ao básico.

Este é um mundo novo. As crianças nascidas nessa era automaticamente recebem aparelhos para entretê-las. Mas, onde estamos errando? Psicólogos da Universidade de Harvard vêm estudando o que torna uma criança bem criada nestes tempos de mudanças. Eles concluíram que existem vários elementos que ainda são essenciais.

Aqui estão 5 segredos para criar uma “boa” criança, de acordo com psicólogos de Harvard:

1.Passe tempo com seus filhos

Passar o tempo com seus filhos significa deixar tudo de lado por um tempo, ler um livro, chutar uma bola, caminhar com ele, ou apenas jogar um jogo à moda antiga. Em termos mais simples, isso significa que você interage com sua criança. Estas são as coisas das quais elas vão se lembrar. Elas vão se esquecer do que você comprou. Só querem passar mais tempo com seus pais.

2.Fale com eles em voz alta

De acordo com os pesquisadores de Harvard, “Mesmo que a maioria dos pais diga que o cuidado com seus filhos é uma prioridade de tempo, muitas vezes as crianças não estão ouvindo a mensagem.”

Passe tempo com eles para descobrir o que está acontecendo em sua vida. Verifique com professores, treinadores. Descubra se há uma mudança em seu comportamento. Permita que seu filho se sinta confortável para conversar com você. Seu filho precisa saber que é a prioridade em sua vida. As crianças necessitam de confirmação através de palavras. As palavras são importantes. Converse com elas e compartilhe suas histórias sobre a escola, trabalhos de casa, amigos, e assim por diante.

3.Mostre ao seu filho como resolver problemas sem estressar sobre o resultado

Um dos maiores presentes que você pode dar ao seu filho é a capacidade de analisar e resolver problemas. Deixe seu filho decidir por si mesmo o que ele quer. Você não pode resolver seus problemas o tempo todo. É saudável lhe permitir experimentar a vida através de suas próprias lentes. Conquistas são importantes e, ao lhe permitir determinar o que quer, você o está presenteando com a consciência.

Você quer criar um adulto produtivo. Permita que ele venha até você e compartilhe seus problemas e o oriente a fazer as melhores escolhas possíveis. É difícil dar um passo atrás quando vir filho cometer um erro. Mas faz parte da aprendizagem e da evolução da nossa humanidade.

Rick Weissbourd, que conduziu o estudo, diz: “Estamos muito focados na felicidade de nossos filhos. Estamos fazendo-os se concentrarem apenas em casos de sucesso?” A pressão para a realização pode ter muitos resultados negativos”, diz Weissbourd, que é codiretor do projeto.

4.Mostre a sua gratidão a seu filho regularmente

Os pesquisadores dizem que “os estudos mostram que pessoas que praticam o hábito de expressar gratidão são mais propensas a serem úteis, generosas, compassivas, felizes, saudáveis e perdoarem com mais facilidade.” Os pais devem dar tarefas aos seus filhos e, em seguida, expressarem gratidão por suas realizações. É importante que as crianças vejam que a gratidão é um dom notável. Sempre que fizerem algo, honre-as e as reconheça pelo seu desempenho.

Como pais, é nosso devem ensinar nossos filhos a serem compreensivos e compassivos para com os outros. As crianças aprendem pelo exemplo. Leve-as a um abrigo. Permita-lhes testemunharem como têm sorte de terem uma casa. Ajudar seus filhos é não apenas dar-lhes uma chance de serem adultos surpreendentes, mas também remover o preconceito da intolerância e diferença. Tudo começa em casa.

5.Ensine seus filhos a expandirem a sua visão

Isso remonta à mostrar-lhes gratidão. Deixe seu filho experimentar o mundo através de sua compaixão. Os pesquisadores dizem que “quase todas as crianças empatizam e se preocupam com seu pequeno círculo de familiares e amigos.”

Ensine seu filho a ser um bom ouvinte, a interagir sem o uso de tecnologia, ser compreensivo com outras pessoas fora de sua família, e não julgar qualquer pessoa com base em sua religião ou nacionalidade. Estamos em tempos cruciais da evolução humana, e esta nova geração tem a capacidade de mudar o nosso mundo. Expor seu filho a diferentes culturas ajuda a desenvolver uma pessoa amorosa, gentil e feliz.

Você é responsável por criar almas amorosas. Ajude-as a navegarem neste mundo através da compaixão, amor e bondade.

“Criar uma criança respeitosa, carinhosa e ética sempre pode parecer um trabalho árduo. Mas é algo que todos nós podemos fazer. E nenhum trabalho é mais importante ou mais gratificante.”

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Power of Positivity


Deixe seu comentário

Muito Bom

15/09/2016




Dos 0 aos 3 anos e dos 3 aos 6: qual a especificidade da brincadeira em cada faixa etária?

 

Captura de Tela 2016-05-22 a?s 11.07.38

Captura de Tela 2016-05-20 a?s 14.11.53

Brincar é mesmo parte da infância e precisa ser algo muito valorizado por nós, afinal, é por meio das brincadeiras que a criança desenvolve aspectos relacionados à linguagem, à expressão corporal, à socialização, à cooperação e ao respeito, entre outros. Mas como será que brincam os bebês? E as crianças maiores? Será que a interação com o outro ao brincar é importante ao longo de toda a infância?

Para que possamos pensar mais sobre o tema, contamos com a ajuda de uma especialista, Gisela Wajskop, que em entrevista dada ao Toda Criança Pode Aprender discorreu sobre as particularidades da brincadeira e sobre como ela evolui ao longo da infância, considerando as crianças de 0 a 6 anos.

Antes de tudo, Gisela alerta “que é muito difícil fazer essa distinção, pois essas diferenças dependem muito dos contextos e meios culturais nos quais as crianças vivem.” Há, porém, um processo evolutivo no brincar que pode ser dividido em “três blocos de características que muitas vezes podem andar juntas.” 

Captura de Tela 2016-05-20 a?s 14.12.52

Captura de Tela 2016-05-20 a?s 14.13.22

Captura de Tela 2016-05-20 a?s 14.14.00

Importa reiterar que, em muitos momentos da infância, vê-se o brincar com características dessas diferentes fases citadas por Gisela, o que indica tanto a complexidade da brincadeira quanto o fato de que não se constituem em momentos estanques, mas intimamente interligados, conectados: a brincadeira evolui exatamente como ocorre com os outros aspectos no desenvolvimento infantil.

Gisela Wajskop respondeu também perguntas sobre a relação entre o brincar e a aprendizagem da linguagem, e você pode conferir aqui as colocações feitas por ela.

*Gisela Wajskop é consultora em educação e atualmente participa do Núcleo de Estudos e Pesquisas e Desenvolvimento Profissional Docente vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação: Formação de Formadores da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. É também pesquisadora-colaboradora internacional do NOW – Northern Oral Language and Writing Through Play, do Ontario Institute for Studies in Education da Universidade de Toronto.

Para saber mais:

Brincar: Zero a seis anos. Gisela Wajskop. Suplegraf Editora.

Educar para a Vida

Posts relacionados:

“Brincar é urgente”

Brincadeira: expressão máxima da criança

O que se pode aprender com diferentes brincadeiras?

Brincar, sim, e ao ar livre

Como uma brincadeira por ser, ao mesmo tempo, tão simples e tão complexa?

Fonte:Site: Sim Toda Crianca Pode Aprender

 


Deixe seu comentário

Muito Bom

15/09/2016




Dia 30/09/2016 acaba o prazo, proveite o preço promocional do 1º Lote

Garanta AGORA sua vaga no maior evento de capacitação profissional de Lazer, Animação e Entretenimento do País, com renomados palestrantes do setor.


 

O Encontro terá a duração de 05 dias são eles: Dias 29, 30, 31 de Maio, 01 e 02 de Junho de 2017, em São Paulo, no Delphin Hotel, Guarujá - SP. Com saída da Expo Parques e Festas no Center Norte na Cidade de São Paulo – SP

 

www.enaibrasil.com.br


 

Informações e Inscrições pelo nosso site:

www.enaibrasil.com.br


 

(61) 9 8184 8333 - WhatsApp

(61) 3034 3640 - Escritório ( Segunda a Sexta - Horário Comercial)


Deixe seu comentário

Muito Bom

15/09/2016




Dia do Recreador


Deixe seu comentário

Muito Bom

15/09/2016